Saudações alvi-celestes!

Saudações alvi-celestes! Este blog tem por objetivo mostrar a história, curiosidades, fotos, videos, notícias e tudo que for ligado ao nosso Londrina Esporte Clube, o Tubarão.
Estamos em pesquisa contínua, atualizando dados todas as semanas.
Sinta-se à vontade para entrar em contato conosco:
Colaborações, sugestões, informações: E-Mail: bloglondrinense@yahoo.com.br
Flávio Frim

terça-feira, 21 de maio de 2013

Ex-jogadores - Alaor


Alaor
Nome Completo: Alaor Capella dos Santos
Data e local de Nascimento: 25/09/1933 – Rio de Janeiro –RJ
Período no Londrina: 1956- 1960
Gols pelo Londrina: 126 ou 129 (ainda sendo pesquisado)
Posição: Centroavante
Alaor começou sua carreira como ponta-direita das categorias de base do Flamengo (RJ). No time carioca ficou de 1953 a 1955. Em 1955 sagrou-se campeão baiano pelo Vitória, clube que defendeu até 1956. No mesmo ano Alaor veio para o recém-criado Londrina Futebol Clube. Ele foi o autor do primeiro gol oficial do Londrina (e de pênalti) no dia 24 de junho, no amistoso com o Corinthians de Presidente Prudente. Foi também o segundo maior artilheiro da história do Londrina com 126 (ou 129) gols (o primeiro foi Gauchinho)
Pelo Londrina conquistou por duas vezes o campeonato do Norte do Paraná (1957 e 1959), sendo que em 57 foi o artilheiro da competição com 10 gols.
Em 1960 jogou pela Associação Prudentina de Esportes, de Presidente Prudente (SP), onde também foi artilheiro e permaneceu até 1961. Por lá foi campeão da Segunda Divisão de Profissionais. Voltou ao Paraná e defendeu o Nacional de Rolândia entre 1961 e 1962.
         Foi contratado pelo Rabello em março de 1962, de Brasília (DF) e na estréia, um amistoso contra o Nacional, Alaor marcou o primeiro gol, de cabeça, na vitória do Rabello por 2x0.
Alaor também foi convocado várias vezes para defender a Seleção de Brasília.
Em 1963, foi contratado pelo Defelê e permaneceu por lá até 1968, ano em que fez parte do time campeão brasiliense.
Em 1969 começou sua carreira de técnico de futebol no próprio Defelê. Depois dirigiu outras equipes de Brasília: Corinthians (1976), Desportiva Bandeirante (1977 a 1979, ano em que foi vice-campeão), Guará (1980 e 1981, quando também foi vice-campeão), Brasília (no campeonato brasileiro de 1981), Gama (1981 e 1982), Guará (1983 a 1984). Em 1984 largou o profissionalismo e sagrou-se campeão amador pelo Pratão, mas em 1985 voltou a dirigir o time do Gama.
No ano de 1990 iniciou o trabalho na Escolinha de Futebol na Associação dos Empregados da CEB – ASCEB. Em 2000, foi treinador da equipe de futebol da Polícia Federal de Brasília, que disputou a Olimpíada da DPF, em Natal (RN), sagrando-se campeã no futebol de campo e terceira colocada no futebol society.
Nos dias de hoje vive com a família em Brasília (DF)




Clique aqui e ouça a entrevista com Alaor feita por Rodrigo Linhares no programa Plantão Paiquerê no dia 26 de janeiro de 2013

Abaixo o vídeo-entrevista com Alaor feita pelo Memória do Esporte - Márcio Almeida em maio de 2013


Fontes:
Livro – Londrina Esporte Clube - Contado em Fatos e Fotos – Jefferson de Lima Sobrinho
Site: História do Futebol Brasiliense: historiafutebolbrasiliense.blogspot.com -  José Ricardo Almeida

Colaborou:
Márcio Almeida

Observação: Esta matéria foi postada originalmente em 6 de maio de 2012 e reeditada em 22 de outubro de 2012 e 21 de maio de 2013

É autorizada a reprodução total ou parcial sem fins lucrativos do conteúdo deste blog, desde que citada  a fonte 

2 comentários:

  1. Muito bom FRIM,

    Parabéns pelo estudo deste Ídolo Alviceleste.
    O ALAOR está marcado na história do LEC e também na história do Estádio Vitorino Gonçalves Dias.

    Compartilhando...

    ResponderExcluir