Saudações alvi-celestes!

Saudações alvi-celestes! Este blog tem por objetivo mostrar a história, curiosidades, fotos, videos, notícias e tudo que for ligado ao nosso Londrina Esporte Clube, o Tubarão.
Estamos em pesquisa contínua, atualizando dados todas as semanas.
Sinta-se à vontade para entrar em contato conosco:
Colaborações, sugestões, informações: E-Mail: bloglondrinense@yahoo.com.br
Flávio Frim

terça-feira, 15 de dezembro de 2015

Franchello, o eterno presidente do Londrina!

              Franchello – O Eterno Presidente do Londrina
        Carlos Antônio Franchello faleceu nesta segunda-feira, dia 15 de dezembro, aos 89 anos. Franchello foi um dos idealizadores do time do Londrina. Ele esteve desde o começo, em 1956. Amor total pelo clube que logo no início foi apelidado por Franchello como o “Caçula Gigante” – o então filho mais novo da cidade, mas que já nascia grande! Franchello dirigiu o LEC por muitos anos, e mesmo quando não estava na diretoria, sempre incentivou e colaborou com o alviceleste. Foi um entusiasta e folclórico homem de coração azul e branco. Virou, merecidamente, tema de bandeira da torcida organizada Falange Azul já há muito tempo e tremulava pelo Estádio do Café. Aliás, continuará tremulando com muitas conquistas do Tubarão que ele tanto gostava! Descanse em paz Franchello. (Por Flávio Frim)

Presidente Franchello nos deixou!
                  Sim, o Londrina Esporte Clube vem se fortalecendo a cada ano que passa.
Ah, mas o Tubarão "lá de cima", esse sim vem se tornando absolutamente imbatível. No começo do ano, o nosso Nenecão chegou para fechar o gol. Zeferino já estava no comando da resenha (e de olho no gramado do Café), enquanto o Pinheirão caprichava na gaita e o Arenghi seguia firme na zaga ao lado do Zequinha. E o Anderson, hein? Continua craque! Grande Alcione, saiba que aquele gol contra o Flamengo, no Brasileiro de 1979, continua rendendo aqui embaixo. Marco Antônio, Plínio, Chinesinho e Sérgio Américo brincam em uma roda de bobinho e o velho Zamba, sorrindo e coçando a barba, assiste à tudo.

                  No beira do gramado, estão Floreal Garro, Renganeschi e Filpo Nuñes. Por um instante, todos param. Chegou o "homem". Carlos Antonio Franchello aparece e recebe as palmas de todos. Reverenciado, aclamado como sempre foi aqui na nossa cidade. As saudades por aqui serão eternas. Como ele. Em 2006 tivemos uma festa de 50 anos do Londrina e ainda guardo na memória o abraço de Franchello e Carlos Alberto Garcia.Pena que não tive como registrar o momento. Quando Picasso nos deixou, em 1973, o brilhante jornalista "Jovem Gui" estampou no JT: "Picasso morreu.Se é que Picasso morre." Permito-me utilizar as mesmas palavras: "Franchello morreu.Se é que Franchello morre."

                   Não, não morre.Quem há tempos recebeu a alcunha de Eterno jamais sairá de cena. Esteja com Deus, presidente. E obrigado por tudo! 

Por Rodrigo Linhares - Rádio Paiquerê AM

Clique nas fotos para ampliar


17-08-1961 -  O encontro de Carlos Antônio Franchello com Pelé. A foto foi registrada na Vila Belmiro, momentos antes de Santos 6x1 Portuguesa. Na ocasião, o presidente do Londrina, que estava acompanhado de Antônio Euclides Sapia, locutor esportivo da Panamericana, convidava pessoalmente o Rei do Futebol para o amistoso entre Santos x Londrina que se deu três dias depois, vencido pelo time praiano por 2x1. 



Matéria da Folha de Londrina dias antes do Londrina enfrentar o Zeljeznicar (Iugoslávia)
no dia 7 de fevereiro de 1975









https://www.facebook.com/londrinaec
É autorizada a reprodução total ou parcial, sem fins lucrativos do conteúdo deste blog, desde que citada a fonte.

Nenhum comentário:

Postar um comentário