Saudações alvi-celestes!

Saudações alvi-celestes! Este blog tem por objetivo mostrar a história, curiosidades, fotos, videos, notícias e tudo que for ligado ao nosso Londrina Esporte Clube, o Tubarão.
Estamos em pesquisa contínua, atualizando dados todas as semanas.
Sinta-se à vontade para entrar em contato conosco:
Colaborações, sugestões, informações: E-Mail: bloglondrinense@yahoo.com.br
Flávio Frim

sexta-feira, 18 de outubro de 2013

Campeão Paranaense - Série Norte - 1959

Clique para ampliar

Campeão Norte-Paranaense – 1959
      No dia 18 de outubro de 1959 o Londrina foi à vizinha cidade de Arapongas e venceu o time local por 2x1. Com o resultado, o “Caçula Gigante” conquistou o título de Campeão Paranaense da Série Norte.
      O público que compareceu ao Estádio Municipal de Arapongas, embora não registrado em números exatos, foi o maior em jogos oficiais na região até então. Mais de 2 mil torcedores saíram de Londrina e foram prestigiar o evento, de ônibus, de carro e de caminhão. Com o Estádio lotado e os ânimos aflorados, por várias vezes a Polícia teve que intervir  pois o pau quebrava solto. Dois torcedores, um do Arapongas e outro do Londrina,  foram presos.
      Tumulto também quando da queima de fogos, antes da partida. Muitos temeram por uma tragédia, já que o Estádio estava cheio e mais torcedores chegavam.
      Fato lamentável foi a morte do zagueiro Dico do time do Taiuva que fazia a preliminar contra um misto do Arapongas. O jogador teve uma síncope cardíaca e faleceu no local. Antes da partida inicial foi observado um minuto de silêncio em homenagem ao atleta.
      Quando o jogo começou, começou também uma chuva que tranquilizou o ambiente e os torcedores se dedicaram exclusivamente a incentivar os seus times.
      A decisão teve início e no primeiro tempo o Arapongas conseguiu um leve domínio com pelo menos quatro lances de perigo para a meta do goleiro londrinense Zeferino. No lance mais contundente do Londrina,  Alaor quase marcou, mas Bolívar defendeu arrojadamente. A primeira etapa terminou com o placar em branco.     
Clique para ampliar
Para o Londrina, um empate garantia o título, mas para o segundo tempo o time veio com sede de vitória, dominando completamente o Arapongas e por quatro vezes obrigando o obeso Bolívar a praticar belas defesas.
      Aos 25 minutos, Chuvisco foi lançado pela esquerda e depois de driblar Pé de Chumbo foi derrubado. Paulinho cobrou a falta com uma bola rasteira para a pequena área. No meio de tantos jogadores aparece Alaor, que de carrinho, chuta para o canto esquerdo da meta araponguense.
      A pressão do Londrina continuava e aos 32 minutos, Alaor, da direita, cruzou para Julinho que de cabeça fez o segundo gol londrinense.
      Quatro minutos depois o Arapongas marca seu gol de honra. Roberto recebeu pela direita, se livrou de Nélio e atirou para o gol. Zeferino defendeu parcialmente e o esperto Didi pegou o rebote e mandou pro fundo das redes.
      Ao trinar do apito final os jogadores alvicelestes não se continham de tanta alegria. Entre sorrisos e lágrimas, os atletas se abraçaram numa grande vibração. Enquanto Zeferino chorava de alegria, Pé de Chumbo chorava de tristeza. Foi o final de um jogo empolgante que levava o Londrina à disputa do título máximo do Futebol Paranaense contra o campeão da Série Sul.
 
Clique para ampliar
Data: 18/10/1959
ARAPONGAS FC 1x2 LONDRINA
Campeonato Paranaense – Série Norte
Local: Estádio Municipal (Arapongas-PR)
Árbitro: Ataíde Santos
Assistentes: Kalil Karam Filho e Gustavo Turra
Renda: Cr$ 274.580,00
Gols: Alaor (LFC/25-2º), Julinho (LFC/32-2º) e Didi (ARA/36-2º)
LONDRINA: Zeferino, Melado e Osvaldo; Ricardo, Nélio e Cortez; Alaor, Julinho, Nelson, Paulinho e Chuvisco.Técnico: Floreal Garro
ARAPONGAS: Bolívar, Pé de Chumbo e Moreira; Brandão, Anésio e Odácio; Roberto, Didi, Garoto, Jorge e Albertinho
 
Clique para ampliar

Clique para ampliar
Clique para ampliar
Texto: Flávio Frim, baseado nas informações da Folha de Londrina de 1957
Fotos: Folha de Londrina e Paraná Esportivo
Colaboração: Luiz Fernando Evaristo

É autorizada a reprodução total ou parcial sem fins lucrativos do conteúdo deste blog, desde que citada a fonte 

Nenhum comentário:

Postar um comentário