Saudações alvi-celestes!

Saudações alvi-celestes! Este blog tem por objetivo mostrar a história, curiosidades, fotos, videos, notícias e tudo que for ligado ao nosso Londrina Esporte Clube, o Tubarão.
Estamos em pesquisa contínua, atualizando dados todas as semanas.
Sinta-se à vontade para entrar em contato conosco:
Colaborações, sugestões, informações: E-Mail: bloglondrinense@yahoo.com.br
Flávio Frim

quarta-feira, 16 de maio de 2012

Ex-Jogadores: Carlos Alberto Garcia


Carlos Alberto Garcia

Data e Local de Nascimento: 12/04/1954 - Flórida Paulista-SP

Total de Gols pelo Londrina: 89 Gols (Terceiro maior artilheiro da história do LEC)

Primeiro gol pelo Londrina: 18/01/1976: Londrina 1x1 Catanduvense

Último gol pelo Londrina: 11/05/1986: Matsubara 0x2 Londrina (Gols de Garcia e Carlos José)

         Conhecido como “O bem-amado”, Garcia é um dos maiores ídolos da torcida do Londrina.
          Começou a carreira em 1968 nas categorias de base do Corinthians. Em 1973 foi campeão com a Seleção Brasileira de Juniores no Torneio de Cannes na França. Ainda em 73 foi emprestado para o Tiradentes (PI). Em 1974 começou jogando pelo Operário (MS), depois foi para o SAAD de São Caetano do Sul e retornou ao Corinthians, onde foi vice-campeão paulista.
         Garcia veio pela primeira vez ao Londrina, emprestado pelo Corinthians, em dezembro de 1975. Disputou o Campeonato Paranaense, retornou ao “Timão”, mas logo o LEC o comprou em definitivo. Em 1976 foi o artilheiro do Londrina com 21 gols.
         No Campeonato Brasileiro de 1977 (que terminou em 1978), Garcia ajudou o Londrina a fazer uma belíssima campanha, com vitórias inesquecíveis diante do Corinthians, Santos, Flamengo e Vasco da Gama. Em outubro de 1978 foi vendido ao Vasco da Gama. Curioso é que na época foram lançados os cartões do Futebol Cards e Garcia seria o número 245, vestindo a camisa do Vasco. Seria, pois Garcia não foi tirar a foto e acabou não saindo na coleção! Quando estava no time cruz-maltino, o jogador ficou 3 meses sem atuar devido a uma contusão no joelho direito.
         Em 1980 o Vasco emprestou Garcia ao Grêmio Maringá e em 81 o veio emprestado ao  Londrina. Por aqui se tornou Campeão Paranaense. Em 1982 com o passe livre, Garcia jogou pelo Taubaté e, em 1983, defendeu o Campinense (PB). Em 1984 voltou ao Londrina e pelo Tubarão marcou mais 18 gols. Em seguida foi para o Nacional de Manaus onde conquistou o título de Campeão Amazonense de 1984 e jogou a Taça de Ouro de 1985. Ainda em 85 atuou pelo ABC de Natal e no fim daquele ano o camisa oito voltou ao LEC.
        Nessa época, Sônia, esposa de Garcia, foi diagnosticada com câncer e faleceu em fevereiro de 86. Garcia estava com 31 anos e duas filhas par criar: Patrícia e Mariana. Garcia treinava chorando e ficou vários meses sem fazer um único gol. A torcida foi solidária nos tempos de luto. Com o apoio da cidade, Carlos Alberto Garcia reagiu e virou o jogo. Tempos depois conheceu Gilda e se casou novamente, com quem teve seu filho Gabriel. 
         Garcia ainda jogou em 1988, novamente pelo ABC de Natal. A festa de despedida do “Bem-Amado” no Londrina se deu em 1990, quando já havia parado de jogar profissionalmente. Reside desde então em Londrina.
Fontes:
Arquivo pessoal
Livro Londrina Esporte Clube – Contado em fatos e fotos – Jefferson de Lima Sobrinho
Site Marcelo Dieguez – o Historiador – www.marcelodieguez.com.br
Site Que Fim Levou – Milton Neves – terceirotempo.bol.uol.com.br
Site grep.globo.com/Globoreporter

Clique nas fotos para ampliar:



Golaço de Garcia em 1984:




Gols de Carlos Alberto Garcia pelo Londrina nas décadas de 1970 e 1980:

Nenhum comentário:

Postar um comentário